Eventos | Carnaval

O Carnaval de Antonina é o mais popular e animado de todo o estado do Paraná e um dos mais animados do sul do Brasil. O desfile das Escolas de Samba, no domingo, é um espetáculo inesquecível, digno de sua história de importantes tradições. Na segunda-feira a Avenida do Samba fica livre para os foliões, sendo uma tradição os homens se vestirem de mulher, com o desfile das famosas Escandalosas.

 

Dois blocos dão um encanto a festa em Antonina. O Bumba Meu Boi, fundado em 1922. e o Apinagés, uma das mais importantes tradições da cidade e do país, que foi fundado em 1924.

 

O Carnaval de Antonina é um dos mais conhecidos do Paraná atualmente. Oficialmente, reconhece-se o bloco Boi do Norte, fundado em 1920, como o primeiro da cidade, mas a tradição oral diz que o Carnaval local seria mais antigo que isso. Sua tônica são os desfiles de escolas de samba. Além disso, há também inúmeros bailes públicos, concursos de fantasias e blocos carnavalescos.

 

História

 

O carnaval de Antonina é uma das mais tradicionais festas momescas do Brasil. Do final do século 19 até a segunda década do século 20 caracterizou-se pelas “brincadeiras de rua”. As pessoas pintavam-se e vestiam-se de cores alegres e saiam às ruas jogando água perfumada uns nos outros. Banhos com baldes de água do mar, tiradas das canoas previamente inundadas. Costumava-se reservar cachos de bananas que eram saboreadas com o “barreado”, prato típico do litoral, uma vez que seu preparo permitiam às mulheres acompanharem seus parceiros nas festas do “entrudo”, nos desfiles do “corso” e nas brincadeiras carnavalescas. As brincadeiras com água foram substituídas por confetes e serpentinas no início do século 20, permanecendo as pinturas, mas os trajes foram cada vez mais se colorindo, surgindo às camisas listradas e os chitões. Foi a partir daí que começaram os bailes nas sociedades como o Clube Antoninense, Não Tem Tempo, Brinca Quem Pode, Matarazzo, Primavera, Operários, que deram origem aos cordões carnavalescos compostos por pessoas com as mesmas fantasias que tocavam instrumentos como o violão, o cavaquinho, o reco-reco e o pandeiro, animando os blocos dos Malandros, Brinca pra não chorar, Marinheiros da Água Doce, Chapéu de Palha, Marinheiros do Amor e muitos outros.

 

Em 1920 Bedenaque Luiz Pedro tirou o primeiro Bloco do Boi que se chamava Boi Barroso. Em 1922 o bloco mudou para o nome que tem até hoje e que é um dos destaques da brincadeira carnavalesca no sábado e na terça-feira: Boi do Norte. O Bloco Apinagés começou em 1923, fundado pelo marinheiro Benedito Jesus Pereira, o Pará, inicialmente, com o nome de Guaraci. Passou por várias dificuldades, mas também por grandes momentos que ficaram registrados nos anais da imprensa. Desde o ano 2000, não há mais concurso oficial de escolas de samba na cidade, não tendo o desfile local um caráter de competição atualmente.

Publicidade

Mostrar Mais
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

Copyright 2015 Portal Antonina.com | Todos os direitos reservados